Procure uma crítica

9.1.13

Crítica: Scott Pilgrim Contra o Mundo

SCOTT PILGRIM CONTRA O MUNDO
Scott Pilgrim versus the World

EUA, Inglaterra, Canadá , 2010 - 112 min.
Ação / Comédia

Direção:
Edgar Wright

Roteiro:
Edgar Wright, Michael Bacall, Brian Lee O'Malley

Elenco:
Michael Cera, Mary Elizabeth Winstead, Brandon Routh, Jason Schwartzman, Aubrey Plaza, Kieran Culkin, Brie Larson, Mae Whitman, Ellen Wong, Anna Kendrick, Mark Webber, Alison Pill, Satya Bhabha



Scott Pilgrim contra o Mundo é o tipico filme que teve a sorte de ter encontrado um diretor criativo e genial que não fizesse com que o projeto beirasse a estupideza, pelo contrário, encontrasse o caminho ideal para realizar um projeto sensacional e ousado.

A maneira que Edgar Wright encontra para traduzir o fantasioso mundo de Scott é uma inspiração mais do que clara em vídeo games (incluindo toda a parte técnica do longa), apesar do material original ter vindo das HQ's. A combinação é perfeita. As sacadas do diretor com os efeitos de cena, para traduzir pensamentos, situações e momentos são geniais e exalam uma nerdísse tão incrível quanto o personagem principal aparenta ser para as adolescentes do filme. Mas sem dúvidas o longa de Wright é um projeto cult, que não agradará à todos (e nem faz questão de agradar), principalmente pessoas que não possui uma ligação considerável com o mundo em que o longa se ambienta e se inspira. 

O elenco é irrepreensível, com exceção a poucos do elenco secundário, mas talvez a escalação de Michael Cera como Scott apesar de parecer bem apropriada para o papel, talvez dependesse de um ator que tivesse ao menos feições menos desengonçadas que pudesse justificar, minimamente para não destruir o proposito do personagem, a queda de garotas extremamente distintas dele. Algumas cenas, como a do ex-namorado vegano de Ramona força um pouco a fantasia que se propõe, e o longa quase escorrega em problemas de ritmo em alguns momentos, mas nada que o comprometa. 

Entretanto, Scott Pilgrim contra o Mundo é um espetáculo de criatividade, diversão, de um humor inteligente e de sacadas geniais, que são tantas, que quase não percebe-se seus pequenos erros.

Nota: 9/10

Nenhum comentário:

Postar um comentário

(Comentários de baixo calão serão moderados e excluídos)