Procure uma crítica

9.1.13

Crítica: V de Vingança

V DE VINGANÇA
V for Vendetta

EUA, 2006
Ficção - 132 min

Direção: James McTeigue


Roteiro: Andy Wachowski & 
Larry Wachowski, baseados em HQ de Alan Moore e David Lloyd

Elenco: Natalie Portman, Hugo Weaving, Stephen Rea, John Hurt, Roger Allam, Sinéad Cusack, Stephen Fry, Rupert Graves, Ben Miles, Tim Pigott-Smith, John Standing, Natasha Wightman, Clive Ashborn

V de Vingança pode não ser uma adaptação seguida à risca pelos irmãos Wachowski e pelo diretor James McTeigue, mas sem sombra de dúvidas seus feitos vão muito além de ser apenas outra transação de mídias com o objetivo de lucrar em cima de uma marca.

Alias, do ponto de vista comercial, V de Vingança é contraditório, se colocou num campo de guerra com a maior nação mundial e sofreu (injustamente) críticas negativas de jornalistas americanos patriotas e de revistas escancaradamente influenciadas pelo governo, que praticamente fez de tudo para boicotear o filme. Mesmo assim, a película atinge dois objetivos cada vez mais raros em Hollywood com muito exito: fazer com que o telespectador pense e realmente reflita sobre o que está assistindo e que esta reflexão venha de um assunto que, mesmo ficcional, seja de fato inspirador dentro da vida real (talvez daí a ideia do boicote). Investir um orçamento relativamente alto em um filme destas características, considerando a sua faixa etária, é realmente uma coragem quase que ímpar dentro das grandes industrias, e parabéns a Warner Bros. pela coragem. V de Vingança até hoje manisfesta e inspira revolucionários, ativistas e afins e não é raro ver uma mascara de Guy Fawkes nestas pessoas, inclusive numa manifestação em frente a Casa Branca. E a película em si, esbanja diálogos e roteiro muito interessantes, com uma pitada estilosa dos Wachowski, e muito bom gosto nas escolhas técnicas e no elenco do filme, que praticamente exibe toda a elite inglesa de atores, em especial, o fabuloso John Hurt. 

Com ideias, conceitos e situações bem formuladas sem cair na palhaçadas de muitos blockbusters, V de Vingança é uma diversão inteligente e rara em produções de consumo da massa. 

Nota: 9/10

Nenhum comentário:

Postar um comentário

(Comentários de baixo calão serão moderados e excluídos)