Procure uma crítica

9.1.13

Crítica: Os Descendentes


OS DESCENDENTES 
The Descendants 

EUA, 2011 - 115 min.
Comédia / Drama

Direção: 
Alexander Payne

Roteiro: 
Alexander Payne, Jim Rash, Nat Faxon

Elenco: 
George Clooney, Judy Greer, Shailene Woodley, Matthew Lillard, Beau Bridges, Robert Forster


Esposa em coma. Filhas problemáticas. Emprego que consome todo o tempo, junto de familiares egoístas. Esta é a vida de Matt King (interpretado por George Clooney). Se é que podemos chamar a mesma de vida. É através de uma premissa firme e infeliz da vida de um homem que mora, aparentemente no "paraíso", que por ironia ou não, sua vida não tem nada de divina. Pelo contrário. 

A direção de Alexander Payne é absolutamente genial em extrair as emoções corretas que o longa precisa do elenco que, por sinal é sensacional, assim como consegue expôr o tom e o clima perfeito através das cores, ambientação e figurino para adequar perfeitamente a sua premissa. 

O diretor estabelece uma direção precisa em não retratar seu longa entre muitas surpresas e devaneios mais em explorar emocionalmente os personagens e as situações que qualquer pessoa comum teria que passar se estivessem em sua situação. Eis aqui um homem que tinha absolutamente tudo, que se perdeu em sua própria vida e desandou tudo a sua volta. E como toda ação tem uma reação, chega o momento em que não dá mais para fugir dos problemas. É preciso encarar-los. E Alexander Payne sabe exatamente como retratar isso, da forma mais real, comovente, simpática e interessante. Uma obra absolutamente memorável.

Nota: 10/10

Nenhum comentário:

Postar um comentário

(Comentários de baixo calão serão moderados e excluídos)