Procure uma crítica

9.1.13

Crítica: Batman Begins


BATMAN BEGINS

EUA , 2005 - 134 
Aventura

Direção: 
Christopher Nolan

Roteiro: 
Christopher Nolan e David S. Goyer

Elenco: 
Christian Bale, Michael Caine, Liam Neeson, Morgan Freeman, Gary Oldman, Ken Watanabe, Katie Holmes, Cillian Murphy, Tom Wilkinson, Rutger Hauer, Sara Stewart, Linus Roache, Richard Brake, Gus Lewis


Durante 10 anos, precisamente, foi o tempo necessário que Tim Burton e Joel Schumacher tiveram para destruir cinematograficamente, um dos maiores ícones dos quadrinhos. Há menos de 10 anos, Batman era uma das piores e mais vergonhosas adaptações de todos os tempos. A imagem negativa era tão grande, que se considerar que hoje Batman não apenas é uma das melhores adaptações de quadrinhos da história do cinema, mas uma das melhores franquias atualmente e que tudo se inverteu tão drasticamente, que parece até mentira. Mérito claro e declarado de Christopher Nolan.

Batman Begins reconstrói não apenas o super-herói, mas mais que isso, desenvolve uma versão visionária, excepcionalmente criativa e genial que eleva o homem morcego há algo maior que uma bela adaptação para entretenimento, existe arte ali. O desenvolvimento que Nolan dá ao personagem é magnifica, que coloca o telespectador a sentir todos os sentimentos (intermináveis e variáveis) de Bruce Wayne em todas as motivações que o constrói, tanto quanto pessoa, como também como um simbolo. 

Desde o elenco até a poderosíssima criação visual do mundo que cerca o personagem, é feito detalhadamente e com muita competência, nunca intensificando nada além do necessário a trama (com exceção a alguns alívios cômicos, mas nada que implique o filme de fato), que faz que a recriação de Batman nos cinemas, seja o mais precisa e competente possível. Um mérito tão bem realizado, que dificilmente será refeito no mesmo nível novamente.

Nota: 9,5/10

Nenhum comentário:

Postar um comentário

(Comentários de baixo calão serão moderados e excluídos)